Ao utilizar este site consideramos que aceita a utilização de cookies.

← voltar à listagem

AS 5 GRANDES TENDÊNCIAS DO E-COMMERCE PARA 2020

AS 5 GRANDES TENDÊNCIAS DO E-COMMERCE PARA 2020

02

JAN

2020

O volume de negócio associado ao comércio eletrónico do ano transacto rondou cerca de 2.600 milhões de euros, registando um crescimento de 11,6%. Segundo o portal online Statista, prevê-se um cenário de crescimento onde o volume de negócios poderá superar os 3.670 milhões de euros em 2023.
Neste meio a dinâmica é acentuada e o grau de evolução é veloz dadas as suas naturais potencialidades e o mundo oportunidades de produtos/serviços que podem advir.
Como tal, para a primeira edição deste ano, a consultora Minsait revelou aquelas que serão consideradas as cinco tendências do e-commerce para 2020. 
1- A presença cada vez mais acentuada do meio digital na vida quotidiana dos consumidores fará com que os métodos de pagamento se tornem cada vez mais simples. A simplicidade será sem dúvida a palavra-chave onde, quem se encontrar do lado da oferta terá de considerar, adaptar e integrar-se às diversas formas e dispositivos, de modo a proporcionar a melhor experiência ao consumidor. Gerir pagamentos através de uma app em qualquer lugar ou já fora da loja onde fizemos a compra, será uma realidade bastante próxima.
2- Estar em contacto permanente com o consumidor é essencial para qualquer marca e através da automatização é possível recolher dados em diferentes momentos. A informação gerada através destes processos permite segmentar o cliente de forma mais eficiente e diversificada. Permite de igual forma reportar pedidos e gerir produtos e até reclamações.
3- A inteligência artificial continuará cada vez mais presente. Orientada para personalização, irá criar uma experiência cada vez mais individualizada ao consumidor. A oferta estará cada vez mais alinhada ao perfil do cliente desde a tomada de decisão até ao serviço de pós-venda. Aqui poderá ter destaque a evolução da aplicabilidade dos chatbots que certamente irão passar pela passagem do texto para a voz. 
4- Seja qual for o canal, a autogestão irá permitir reunir toda a informação existente de um consumidor, ainda que esta se encontre dispersa em diferentes origens/sistemas. 
5- A profissionalização B2B terá um grande avanço com a utilização de plataformas inseridas na cloud, e que irá permitir automatizar tarefas de gestão que possivelmente nos dias de hoje ainda se fazem manualmente. Esta evolução será também bastante preciosa para a consolidação de dados, análise e outras que melhorem a eficiência e o “time-to-market”.
São estas as cinco diretrizes que indicadas como tendência para o futuro do e-commerce em Portugal neste ano que se inicia. 

AS 5 GRANDES TENDÊNCIAS DO E-COMMERCE PARA 2020